12 de jun de 2013

Entrevista com Marcelo Cassaro


E aí galera, aqui é o Bardo, tudo beleza?
Esses dias, consegui algo que pra mim foi muito importante,
e trouxe isto para vocês todos que estão entrando nessa área
de quadrinhos, seja por amor a arte, ou pelo que for.
Entrevistei Marcelo Cassaro.

Quem é Marcelo Cassaro?

















Marcelo Cassaro é um grande profissional do cenário brasileiro,
tendo trabalhado em diversas obras que com certeza você
 já viu e leu.
E quem nunca leu uma revista Dragão Brasil?
Eu colecionava, aposto que você também!
Ela foi criada por ele na Editora Trama, onde
ele foi o editor da mesma por 10 anos!
E junto com Rogério Saladino e JM Trevisan, lançou o sistema
de RPG Tormenta nesta mesma época.

Lançou diversos HQ's como Victory (com arte de Edu Francisco) , Street Fighter Alpha 3 (com arte de Erica Awano).
Cassaro Foi o criador da HQ nacional Holly Avenger, que foi um grande sucesso!














Também foi o criador do sistema de RPG Defensores de Tókio, ou como
conhecemos, o famoso 3D&T.
Um sistema simples de se jogar, prático, cujo direcionamento lembra muito
 os animes e mangás.


Sou um grande fã do trabalho do Cassaro, e fiquei muito feliz
de poder ter a oportunidade de conversar com ele, e perguntar
sobre a vida com os desenhos e quadrinhos.
Sei que muitos de vocês também são.
Então, postarei a entrevista, espero que vocês curtam.


Primeiramente, muito obrigado por participar desta entrevista,
é uma honra pra mim, e pro meu trabalho com o blog, pois você
é um ídolo meu.
Me lembro de quando comecei a desenhar querendo ser um
Cassaro. Hahaha.
Bem, vou lhe fazer as perguntas, pra galera conhecer um pouco
mais do que é a vida com quadrinhos no Brasil, como é a visão
profissional nessa área, as dificuldades e etc.

Bardo: Cassaro, como foi seu início na área de quadrinhos e Ilustrações?


Cassaro: Meu primeiro emprego na área foi na Mauricio de Sousa Produções, na divisão de desenhos animados. Fui assistente de design em produções como As Novas Aventuras da Turma da Mônica, Os Trapalhões no Rabo do Cometa, A Princesa do Rio, O Ogro da Floresta e outras. Mais tarde fui para a Abril Jovem escrever e desenhar Os Trapalhões, As Aventuras dos Trapalhões, Jaspion, Changeman e outras.


Quando você decidiu que ia desenhar e tornar isto a sua profissão, quais as principais dificuldades que você enfrentou?

Cassaro: A decisão foi natural. Não me lembro de uma época em que eu não gostava de desenhar, faço isso desde muito pequeno. Mas, por alguma razão, nunca pensei em estudar nessa área -- fiz cursos de desenho e pintura, mas não uma faculdade. Em minha cabeça, eu já sabia o que era preciso para desenhar quadrinhos e animação, nenhuma escola me ensinaria isso. Agora, olhando em retrospecto, foi uma decisão muito imprudente!

A dificuldade que posso apontar é que, sem formação acadêmica, tive que aprender muita coisa sozinho. E isso não era fácil antes da Internet.


O que é o mercado de quadrinhos no Brasil?

Cassaro: Um antigo problema ainda persiste. Licenciar uma HQ importada é mais prático, barato e seguro que bancar um título nacional -- por isso as editoras investem pouco em talentos nacionais.

Mas o mercado está mudando, criando novas oportunidades. Com a Internet, você não depende mais de editoras para mostrar seu trabalho ao público. E através de campanhas crowdfunding (como aquelas no Catarse) você pode alcançar diretamente as pessoas que procuram seu trabalho, sem intermediários. Novos caminhos surgem o tempo todo.


Quais os pontos principais que o desenhista de quadrinhos deve desenvolver para conseguir se destacar no Brasil?

Cassaro:
Eu acredito que pessoas fazem quadrinhos apenas porque amam quadrinhos -- caso contrário, há profissões mais rentáveis e seguras. Se você pensa apenas em se "destacar", é bem possível que acabe frustrado.

Dito isso, eu não tentaria me "destacar", porque o próprio público brasileiro torna isso muito difícil -- possível, mas difícil. Temos algumas "paixões nacionais", sim. Mas somos em geral um povo de gostos variados, de preferências muito vastas. Basta olhar foruns e listas de discussão: o que uns gostam, outros detestam. Nada é unânime. Se algo fica popular, não faltam críticos e haters.

Como disse Bill Cosby, "tentar agradar a todos é a fórmula do fracasso". Então, não pense em tentar agradar um grande número de pessoas. Pense em manter, sim, um público suficiente. Pense nas pessoas que gostariam do que você faz. A opinião dessas pessoas é a única que realmente importa.


Qual o conselho que você deixa para a galera que está começando, e sonha em um dia ser reconhecido no Brasil?

Cassaro:
Reconhecimento é bom, é bem-vindo, mas é apenas consequência. Ele virá das pessoas que importam, se você trabalhar bem.

Siga sua paixão, faça o que acredita ser melhor -- não o que outros acreditam. Como disse Steve Jobs, a vida é curta demais para gastá-la vivendo os sonhos de outra pessoa.




Cassaro, mais uma vez, muitissimo obrigado pela sua gentileza e simpatia.
Como escritor do blog, e como fã, fico muito feliz por poder ter este contato, e
transmitir para a galera esta experiência que você está passando.





E é isso aí pessoal, fica pra vocês a entrevista com Marcelo Cassaro.
Espero que tenham curtido.
Até a próxima!




7 de jun de 2013

NOVA TIRA!!!

E aí pessoal!
Acabei de fazer uma nova tirinha pro blog (isso aí, a essa hora
da madrugada mesmo...) testando o mangá studio.
A qualidade ficou muito superior!
O mangá studio é sem dúvidas o melhor software para este
tipo de coisa!
Espero que curtam a tirinha, tentei retratar meu exato momento
na hora em que desenhei.
Fica aí pra vocês, e se quiserem ver as outras, visite a área de
tirinhas clicando AQUI.
Sigam o blog!
A partir de agora, pretendo colocar pelo menos uma ou duas tirinhas
por semana, entre os capítulos do mangá.



Como desenhar um fanzine - Parte 7 1/3

Ta da da da da da da da da da.


Hoje, eu voltei, mais uma vez, de novo, novamente,
com o post COMO DESENHAR UM FANZINE, parte a qual
eu nem sei mais o número que estááááá!

Beleza então galera, vou começar a abordar um tema
muito importante, que me fez evoluir muito, e é uma
ótima fonte de estudos, e este tema é: REFERÊNCIA!

Buscar referência, é essencial para o desenhista, pois abre a mente
e torna mais fácil buscar a perfeição, ou pelo menos, alavanca o
processo.
Quando você pensa numa imagem, seu cérebro apenas recorda
vagamente dela, mesmo que ela não exista, e ele tenta formar aquela
imagem com os padrões dele, de como ele acha que ela é, o que
resulta muitas vezes, em algo diferente do que você quer desenhar.
Então, quando você pega uma foto de referência, você tem ali, pro seu
cérebro a base necessária para formar uma imagem.

Busque imagens de rostos, corpos, e tudo que você puder, principalmente
para formar as poses dos desenhos.
Tente transformar fotos em desenhos, busque livros de anatomia, estude, treine.
É isso aí que vai fazer a diferença para você.

Eu estou treinando, e você, vai ficar aí parado ou buscar referência?
Veja abaixo um exemplo, de como a referência ajuda a deixar o desenho
perfeito e com as formas adequadas.

Desenho retirado de www.photoshopcreative.com.br --- Exemplo de desenho feito com referência.



































Agora deixarei aqui um link, pra galera que está começando seus quadrinhos mandar ver
nas poses de ação e nas demais também.
Este é um site de referência de poses!

http://www.posemaniacs.com/

Acessem!
E até a próxima galera!

(Quer ver os posts mais antigos desta categoria? Vá na barra lateral, em Conteúdos
 e clique em "Como fazer um fanzine")


6 de jun de 2013

Começando Algaia!

E aí pessoal, boa noite.
Hoje, vim finalmente dizer-lhes,
que depois de todo este tempo,
tendo meu pc queimado, tendo perdido
4 anos de mangá, e após ter me
recolhido para estudar e melhorar
minhas técnicas de desenho, venho lhes dizer, que
estou recomeçando a desenhar o mangá!
Já no dia de hoje, estou baixando o software
do Mangá Studio para começar!
Já no dia de hoje, estou baixando o software
do Mangá Studio para começar!
Espero que tenham gostado da notícia, pois,
em breve teremos Algaia novamente!
Com algumas pequenas mudanças claro,
mas há males que vem para o bem,
e tenho certeza de que vocês curtirão!


3 de jun de 2013

Super Heróis no bairro O_O

E aí galera, boa noite.
Resolvi fazer esta segunda postagem hoje, porque vi uma foto
que estava no meu celular, e me lembrei de algo hilário que vou lhes
contar, e melhor, lhes mostrar.
Um dia desses, quando eu estava chegando do trabalho cansado e
destruído do meu dia, sonhando com a minha caminha, ao lado da minha
mulher, cheirosa e macia me esperando pra dormir, eis que acho que tive uma
visão, que foi nada mais, nada menos, que o FLASH (sim, o super herói)
passeando de moto.
Beleza, continuo andando, e eis, que ele passa novamente, e então, eu pensei
que não podia ter sido engano, era realmente ele.
Nisso, ele passa uma terceira vez, de moto, aquela mancha escarlate passeando
quase as 1h da manhã de moto, e pra melhorar, ele parou do meu lado!
Eu fiquei observando, pois, não é algo que se vê todo dia, o Flash passear de moto
as 1h da manhã pelo seu bairro, e então, ele me perguntou onde era a casa
cento e alguma coisa, pois ele tinha de entregar uma pizza lá.
Ri, e logo em seguida disse a ele que daria a informação, mas que ele teria que me
deixar tirar uma foto dele em troca, para mostrar para as pessoas para quem eu contasse
a história.
De fato foi uma boa idéia desta pizzaria, colocar o Flash como entregador, pois
diverte o cliente e passa a idéia de um serviço rápido, e agora, eu e minha mulher estamos
até pensando em pedir uma pizza nesta pizzaria (peguei o folheto), só para ver
se é o Flash mesmo que vem entregar.
E para os que não acreditam, ta aí a prova.
É...não tá fácil pra ninguém...nem pro Flash. Rs.


TREINOS E MAIS TREINOS

E aí galera, tudo sussa?
Hoje, vim postar alguns esboços, que são resultados
dos meus treinos!
Cada dia estou tentando melhorar mais!
Espero que curtam, e em breve, o mangá voltará!





2 de jun de 2013

Man at arms

Hoje, eu descobri algo muitissimo legal!
Um homem chamado Tony Swatton, é um ferreiro renomado, que já fez
armas para mais de 250 filmes, e também produziu e produz por hobby
inúmeras armas e itens de desenhos, filmes e games.
Muita gente deve conhecer os vídeos do Man at Arms, mas,
mesmo assim, tive que vir até aqui abordar esse assunto.
Imagina se um dia ele faz a Seta de Prata do Algaia! *-*
Seria um presentão!
Vou deixar aqui o vídeo dele fazendo a Keyblade do Sora do game
Kingdom Hearts.
Vejam só que irado!
Se puderem, se inscrevam no canal do cara e assistam mais
vídeos dele.
Vale a pena!



1 de jun de 2013

Taverna Secreta (Contos)

E aí meu povo, como estão?
Finalmente, depois de muito tempo, eu, o Bardo,
vos trago um novo conto para que apreciem na nossa taverna.

No conto de hoje, falarei sobre um jovem lobo,
que vivia em sua casa, na terra dos lobos, uma vida pacata.
Tão pacata era sua vida, que nada de novo ele fazia...
Andava, cheirava, caçava, aprendia com seus mais velhos tudo aquilo
que os lobos deviam ser e fazer, e tudo aquilo que se fazia
na terra dos lobos, e além disso, nada mais.

Um dia, o jovem lobo sonhou em se aventurar, em sair
de sua caça, aprendizado e mesmice, e sonhou em tentar ir
muito além, em alcançar a lua, que muitas vezes era sua maior
fonte de inspiração.

Por campos e pastos se aventurou...caçou ovelhas, vacas,
foi perseguido, foi caçado.

E cheirou, e andou e caçou...

E outra vez, cheirou, e andou e caçou...

E por fim, o jovem lobo encontrou o monte mais alto de todos,
e decidiu que por ali é que ele iria alcançar sua lua.
E subiu...e subiu...subiu...subiu...subiu....
E subiu mais, e mais, e mais, e mais...

Por fim, chegou ao topo do monte, onde ele conseguiu ver a lua
bem mais de perto do que muitas vezes seus olhos de lobo
antes viram.

No fim das contas, ele se pegou perguntando qual era o sentido
de sua jornada, se nada fez além de andar, cheirar e caçar,
e percebeu que disso, tirou tudo que precisou em sua jornada, e para enfrentar
suas dificuldades.

E foi então, que ele percebeu que o ensinamento que lhe foi passado,
é o que de mais valioso lhe foi dado, e que o aprendizado, é o maior
tesouro que alguém pode carregar consigo, pois a vontade de aprender,
jamais termina, e ninguém, nunca poderá lhe tirar.

E assim, ele retornou a sua casa com todas as questões de seu
coração resolvidas, e pronto, para aprender mais.




















Espero que tenham gostado da história de hoje.
Um grande abraço a todos, e até a próxima!